ade Sepulchral Voice Fanzine: MORBID ANGEL: Artista comenta sobre a capa MORBID ANGEL: Artista comenta sobre a capa - Sepulchral Voice Fanzine

News

26 de dez de 2017

MORBID ANGEL: Artista comenta sobre a capa


Ken Coleman é responsável por diversas artes, inclusive Kingdoms Disdained, da consagrada banda Morbid Angel. Em entrevista a revista Decibel, Coleman, falou um pouco sobre sua história e a inspiração para a criação de Kingdoms Disdained.

Coleman é um artista irlandês, foi apresentado ao death metal ainda na adolescência. Em um pais em que não há muita tradição no estilo, foi difícil para Coleman, conseguir materiais de bandas, as poucas que ele conseguiu foram copias em k7 e algumas blusas usadas de bandas como Cannibal Corpse, Cradle o Filth e Emperor.

A imagem e a iconografia do Morbid Angel, definitivamente se destacaram da maioria das outras bandas para o artista ainda na adolescência. Fala ele: Lembro-me de ler com entusiasmo uma matéria "questão da arte" na Terrorizer Magazine que contou com Dan Seagrave, que fez as capas clássicas para Altars of Madness e Gateways to Annihilation e aquilo me encantou. Eu trabalhei anteriormente com o [vocalista / baixista da Morbid Angel] Steve Tucker no Warfather e ele me perguntou como eu me sentiria sobre fazer uma T-shirt para o Morbid Angel. Claro, fiquei excitado, mas tudo foi alem de uma arte para camisas. Para a obra de arte do álbum Kingdoms Disdained, recebi um breve e vago título. Comecei a criar conceitos no início de 2017. Olhei para as culturas antigas e como seu poder e arrogância se tornaram sua morte. Este foi o meu ponto de partida. Gostei da ideia do poder e da corrupção de uma sociedade despertando e subjacente ao mal ...Olhei para uma variedade de culturas antigas e civilizações. Eu incorporei os elementos comuns de corrupção, arrogância, ganância e decadência. É ótimo porque a visão e o personagem agora se encaixam em algumas das letras muito bem.


Coleman. começou construindo a arte do álbum através de miniaturas feitas com massa de modelar e as fotografando no fundo de uma tela verde. Apesar do resultado não ter sido o esperado, muitos pontos dessa técnica foram utilizados, o que deu esse aspecto 3D a capa. Apesar de primoroso, o trabalho tem recebido algumas criticas de fãs, que afirmam uma descaracterização.

O artista afirma que o: Death metal está profundamente enraizado no meu ser. Não há como removê-lo. Muitas vezes acho que seja uma forma de meditação para ouvir enquanto estou trabalhando ou caminhando ... Especialmente quando tentamos conceituar mentalmente algo. A colaboração com a banda ainda é surreal. Estou curioso para ver a reação geral quando as pessoas têm as cópias físicas.

O álbum Kingdoms Disdained, saiu no dia 1 de Dezembro, pela Silver Lining Music, e marca o retorno de Steve Tucker a banda. No Brasil o álbum está disponível nas principais lojas especializadas.

  • Comentar
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: MORBID ANGEL: Artista comenta sobre a capa 9 out of 10 based on 10 ratings. 9 user reviews.
Scroll to Top