ade Sepulchral Voice Fanzine: Resenha de Show: BELPHEGOR e NARGAROTH em Fortaleza Resenha de Show: BELPHEGOR e NARGAROTH em Fortaleza - Sepulchral Voice Fanzine

News

6 de mar de 2018

Resenha de Show: BELPHEGOR e NARGAROTH em Fortaleza


BELPHEGOR & NARGAROTH em Fortaleza/CE.
No dia  03 de março de 2018
Local: Teatro do Boca Rica

Existem momentos na nossa vida que somos preenchidos por sentimentos de nostalgia. Ainda mais quando temos o prazer de reviver, mesmo que idealmente, o velho sentimento underground dos anos 90. Foi assim, que começou o primeiro final de semana de março para os blackmetallers de Fortaleza, pois pela primeira vez pisou em terras alencarinas a entidade maligna germânica, Nargaroth, em companhia da monstruosidade austríaca, o Belphegor.

Confesso que tinha grande expectativa para o show do Nargaroth, por ser uma banda de grande qualidade, mas que não vem ao nosso país com muita frequência. Todas as expectativas foram supridas. Quando Ash subiu ao palco, acompanhado de seu parceiro Beliath e do guitarrista e o baterista da banda banda polonesa Hate, sentimos um grande peso, pela imponência dos músicos no palco. Após uma “intro” com sons de tambores, veio a sequencia “The Agony of a Dying Phoenix”, “Whither Goest Thou” e “Conjuction Underneath the Alpha Wheel”, faixas do mais novo trabalho da banda “Era of Threnody” de 2017.


A qualidade do som estava perfeita, assim como a iluminação do palco, que contribuíam para construir uma atmosfera densa. O guitarrista Beliath, apesar de introspectivo, agitou bastante em cada música e jogou varias palhetas para o público. Ash também se mostrou satisfeito com os presente e deixou o público escolher a próxima música. A escolhida foi a clássica “Seven Tears are Flowing to the River”, Ash interpreta cada passagem poética da música dando uma outra dimensão a canção. Na sequencia vem mais dois clássicos “Black Metal ist Krieg” e “Possessed by Black Fucking Metal”, que são cantas em coro pelos presentes. Para finalizar a apresentação, o excelente cover de “War”, do Burzum. Sem mais, a banda deixa o palco, sobre sons de tambores, alguns esperaram a volta, mas não ocorreu.

Alguns minutos depois o palco começa a ser montado para o ritual satânico da banda Belphegor. A banda já é conhecida dos bangers locais, mas a expectativa é a mesma. Dessa vez a banda vem divulgando seu novo álbum “TotenRitual” de 2017. Já com o palco transformado em altar, deixando à vista as caveiras de bode e humanas que compunham o altar da cerimônia maligna, muitos gritos ecoaram pelo lugar. "Belphegor", "Belphegor", "Belphegor", gritavam os presentes enquanto soava a intro e o quarteto austríaco formado por Helmuth (guitarra/vocal), Serpenth (baixo) e complementado por Molokh  na outra guitarra e Bloodhammer (bateria) preparava a consagração maligna. O ritual começa com “Sactus Diaboli Confidimus”, seguida de um dois novos sons, “Totenkult - Exegesis of Deterioration” e “The Devil’s Son”.


A cada passagem de musica, Helmuth, introduzia a próxima com citações em latim. O foco principal foi mesmo a divulgação do novo álbum, faixas como “Baphomet” e TotenRitual”, fora as já citadas se mostram mais brutais ao vivo. Infelizmente os álbuns mais antigos não foram prestigiados, ficando o repertorio de “Lucifer Incestus” em diante. Após o enceramento com “TotenRitual” ainda houve tempo para um bis, com a já clássica “Diaboli Virtus In Lumbar Est”. Helmuth é um grande frontman, fora sua presença de palco, interage com os fãs, inclusive falando algumas palavras em português. No final distribui palhetas e o set list do show.


A pontualidade, a organização e a qualidade sonora são dignas de nota. Previsto para ter iniciar as 20h00, não houve grandes atrasos e a banda subiu no palco, próximo do horário previsto. E o enceramento foi às 23h00, facilitando a volta pra casa. Alguns dos presentes vieram do Rio Grande do Norte, o que tornou o show uma grande reunião de antigos e novo black bangers. Parabéns a organização e que tenha mais celebrações como esta. 
  • Comentar
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Resenha de Show: BELPHEGOR e NARGAROTH em Fortaleza 9 out of 10 based on 10 ratings. 9 user reviews.
Scroll to Top