ade Sepulchral Voice Fanzine: BATHORY: 31 anos de 'Under The Sing Of The Black Mark' BATHORY: 31 anos de 'Under The Sing Of The Black Mark' - Sepulchral Voice Fanzine

News

11 de mai de 2018

BATHORY: 31 anos de 'Under The Sing Of The Black Mark'


Os primeiros registros da Bathory possuem uma aura maligna, mas ainda trás elementos do Speed/Thrash Metal e Punk Rock. Porém, os elementos obscuros vão ganhando cada vez mais destaque o que irá influenciar toda uma geração nos anos de 1990, e 31 anos depois continua a ser cultuadíssimo.  Após o lançamento de "The Return", Quorthon buscou novos parceiros para a gravação de seu terceiro álbum. Paul Lundburg foi o escolhido para assumir as baquetas e Christer Sandströn o baixo. 

Essa formação durou pouco, logo Quorthon percebeu que Christer não era o baixista ideal para a proposta sonora da Bathory, retirando o baixista e assumindo o posto. Ficando a formação de estúdio resumida a Lundburg (bateria) e Quorthon (vocal, guitarras, baixo, teclados, letras). 

A evolução sonora é percebida já nos primeiros acordes, parte dessa evolução sonora é devido a influência de Paul Lundburg, que apresentou a música clássica a Quorthon. Essas influências  podem ser percebidas de forma pontual em "Under the Sign of the Black Mark", como na faixa "Enter The Eternal Fire", mas se tornam mais relevante em trabalhos posteriores. As letras versão sobre temas escuros e ocultos, "Woman of Dark Desires" aborda a vida da condesa húngara Elizabeth Bathory e "Equimanthorn" trás elementos da cultura nordiga, citando os deuses antigos. 

O disco é clássico do inicio ao fim e foi dividido em duas partes, o lado A, intitulado "Darkness" e o lado B "Evil". A capa também foi criação de Quorthon. segundo este a ideia da capa surgiu de uma historia que o mesmo leu, que tinha o diabo como figura central. Diversas bandas no cenário extremo mundial citam "Under The Sing Of The Black Mark" como referência e muitos tributos já foram feitos ao álbum, bandas como Marduk, Lord Belial, Dark Funeral, Iron Woods,  entre outras já 'coverizaram' faixas do álbum. Para provar como o registro é grandioso e atual.

Tracklist:

Side A - Darkness
01. Nocternal Obeisance
02. Massacre
03. Woman of Dark Desires
04. Call from the Grave
05. Equimanthorn

Side B - Evil
06. Enter the Eternal Fire
07. Chariots of Fire
08. 13 Candles
09. Of Doom......
  • Comentar
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: BATHORY: 31 anos de 'Under The Sing Of The Black Mark' 9 out of 10 based on 10 ratings. 9 user reviews.
Scroll to Top