ade Sepulchral Voice Fanzine: A morbidez sonora e climática de NOSTOS A morbidez sonora e climática de NOSTOS - Sepulchral Voice Fanzine

News

24 de mai de 2019

A morbidez sonora e climática de NOSTOS


O novo single da Nostos, intitulado "Altar" apresenta o crescimento musical da banda, que incorpora elementos do obscuro, sombrio e do melancólico em uma só track, questionando as promessas de fé em contraste com o sacro e profano.

Navegando entre o black e doom metal, evocando aspectos sombrios, riffs marcados e fúnebres, andamento lento, Nostos, atinge o ápice com seu vocal intenso e nos emerge para um outro nível de morbidez sonora e climática.

"Altar" transcendi os gêneros black/doom em uma perfeita simbiose entre o caótico e emocional, representando o estado emocional e mental da banda em seu processo de criação, ligando sua música a experiências de vidas passadas e a questionamentos pessoais. 

O novo single da banda foi gravado em parceria com com os engenheiros de som Dennis Israel e Jens Bogren. Jens Bogren é reconhecido mundialmente por ter trabalhado com bandas como Opeth, Dimmu Borgir, Sepultura, Arch Enemy, At the Gates, Katatonia, Babymetal, Soilwork, James LaBrie, Moonspell, God Forbid, Kreator, Devin Townsend, Ihsahn, Dark Tranquillity, Paradise Lost, Amon Amarth, entre outros.

Após o bem sucedido lançamento do EP “Misfortune” e do single "Altar', o trio que fechou com selo brasileiro (Electric Funeral Records) e Holandês (Back from the grave tapes), promete explorar os aspectos mais sombrios de seu som e ir além de suas impressões passadas do Metal Extremo. Atualmente a banda se encontra em estúdio finalizando o próximo trabalho e com previsão de lançamento de clipe para segundo semestre de 2019.

Ouça 'Altar':


Nostos conta em um bate-papo rápido como foi o processo de criação da track, a mensagem por trás e o seu papel como banda extrema no Brasil.

Como foi masterizar com Jens Borgen e mixar com Dennis Israel?
Nostos:  Esse pessoal é de um profissionalismo se igual. Cumprem prazo, entregam o prometido e por aí vai. Não é atoa que são requisitados a todo momento. E como nós somos fãs das bandas com as quais eles trabalham, pra gente foi uma grande honra.

O crescimento musical da banda é notado desde o último EP lançado. O que mudou no som e estética da banda?
Nostos: O som que tentamos propagar é sombrio, denso, melancólico. Algumas vezes isso vem numa roupagem mais rápida, outras vezes mais lenta.  São testes. A gravação também foi melhor, até mesmo pelas pessoas envolvidas. Isso afeta tudo. Como a Nostos surgiu de uma proposta de estúdio, como o bathory,                 deathspell omega e darkthrone, curtimos o lance da surpresa de uma nova experiência.

Qual a mensagem por trás de Altar?
Nostos:  O contraste entre o sacro e o profano. O momento imediatamente ao apagar das luzes, onde homem comum começa a questionar as promessas da fé. O crepúsculo da fé...

A banda pretende lançar mais algum material em breve?
Nostos: Sim. Vamos fazer mais um single. E se chamará Grief.

Como a Nostos se vê dentro do mercado black/doom do brasil? A espaço para as bandas extremas?
Nostos: Sinceramente não sei. Antes o pessoal chegava em casa e ia direto pro instrumento ou pro toca discos. Hoje ele chega em casa e vai postar foto no facebook. Pior ainda, ele nem precisa chegar em casa pra fazer isso... Isso afeta esse mercado e tudo porque vira um movimento de aparências, o metal vira um acessório, um adorno. É mais importante postar a foto com a camisa da banda X do que de fato ouvir o último disco (inteiro) da banda X.

Quem fez a capa do single altar?
Nostos: O vocalista da Nostos, Pedro. É baseada no filme The Witch, do Robert Eggers, que é uma das melhores coisas feitas ultimamente. Black Phillip!!!

Links:
electricfuneralrecords.com

  • Comentar
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: A morbidez sonora e climática de NOSTOS 9 out of 10 based on 10 ratings. 9 user reviews.
Scroll to Top