ade Sepulchral Voice Fanzine: Novo álbum da DEATH ANGEL já está a venda no Brasil Novo álbum da DEATH ANGEL já está a venda no Brasil - Sepulchral Voice Fanzine

News

14 de mai de 2019

Novo álbum da DEATH ANGEL já está a venda no Brasil


Ressurgindo das profundezas, o todo-poderoso DEATH ANGEL retorna para nos entregar sua última obra-prima, “Humanicide”. Neste álbum temos um retorno à mentalidade de sobrevivência das alcateias de lobos e isso é o que alimenta os poderosos e novos hinos deste álbum. Em uma sociedade capitalista moderna, onde o egoísmo reina e a ajuda e sobrevivência comunal são coisas do passado, a DEATH ANGEL executa um som que indica o que acontece realmente quando tentamos existir com segurança nos dias de hoje.

O próprio título descreve um local onde os seres humanos, após anos e anos de violência, retrocesso e ódio, finalmente ficaram reduzidos a pó. A terra devastada que deixamos para trás está povoada apenas por aquelas criaturas que dependem apaixonadamente da sua alcateia para sobreviver: os lobos. Rangendo os dentes e lutando para sobreviver em um mundo abandonado, os lobos estão de volta e galopando ferozmente na capa do álbum. Cobertos com as peles dos seus inimigos, as poderosas mensagens das faixas podem ser vistas na fantástica arte de capa de Brent Elliott White (Carnifex, Whitechapel, Arch Enemy e Soziedad Alkoholika).

Depois de tantas décadas sendo mestres no que fazem, não é nenhuma surpresa que a DEATH ANGEL tenha criado um processo de composição que ainda requer suor, sangue e lágrimas, porém, totalmente eficiente. O guitarrista Rob Cavestany explica como foi esse processo: “Começa com riffs e várias ideias que vou compilando aqui e ali. Pego uma vibe, vejo o que eu gostei e começo a esculpir. Quando eu dou os esqueletos das músicas para Mark trabalhar nos vocais, elas estão bem próximas do que serão no futuro. Se eu tiver algum sentimento forte sobre algum assunto, eu escrevo a letra. Depois de criar a demo inicial de uma música no meu estúdio, Spiderville em Oakland, eu me reúno com Will [Carroll] para trabalhar nas batidas e grooves e gravar a bateria ao vivo. Logo é a vez de Damien [Sisson] que cria a maioria de suas próprias linhas de baixo. Depois disso, Mark recebe a demo para escrever as letras. Tudo isso faz parte da “pré-produção” que eu mesmo faço antes que o produtor ouça sequer uma nota. Então nós fazemos tudo de novo, agora com Ted [Aguilar] incluindo os seus solos de guitarra. É um processo “old school”: gravar demos como se fossem rascunhos e fazer as melhorias apropriadas e necessárias no álbum final. Ou seja, as músicas são massageadas e amplificadas até que o álbum completo seja concebido. E o vocalista Mark Osegueda dá o ingrediente principal para este tipo de processo: Confiança absoluta. Nós nos tornamos mais fortes do que nunca como parceiros de escrita. Temos uma conexão que simplesmente funciona.”

Para o seu nono álbum, a DEATH ANGEL voltou a trabalhar com o produtor (e amigo) Jason Suecof do Audiohammer Studios na gravação e mixagem enquanto que a masterização foi responsabilidade do lendário Ted Jensen do Sterling Sound que adicionou os toques finais e trouxe o álbum à vida. A banda trabalhou em estreita colaboração com Jason para garantir que o som esteja de acordo a como foi concebido na sua gênese. “Nós amamos o som que ele conseguiu. Com seu estilo de produção e nosso estilo orgânico de Thrash... esse casamento [foi] visceral. Ele é muito contemporâneo, mas ainda cru”, explica Osegueda e Cavestany acrescenta: “Ele traz o peso tudo para fora”. 

Como era de esperar, o DEATH ANGEL manteve seu lugar no Thrash e conseguiu manter esse toque progressivo em seu estilo. Eles aplicaram uma grande variedade de elementos diferentes à sua música, sempre tentando adicionar algo novo ao som. E desta vez, eles incluíram de tudo: desde partes acústicas até músicos convidados, até mesmo (e pela primeira vez) sons de um piano. Todas as dez músicas fluem perfeitamente, mas cada uma delas deixa sua própria impressão, sua própria marca. A primeira faixa, e que dá nome ao álbum, “Humanicide", representa, triunfal e perfeitamente, a totalidade do álbum, energizando de forma imediata o ouvinte. Segundo Osegueda: “Eu queria escrever algo que os fãs do Metal pudessem entender. Algo escuro e intenso que ainda faça sentido. Agora, acho que é aparente que a Terra está muito doente”.

A faixa “The Pack” flui com um humor edificante. Sua letra positiva é um tributo para todos os fãs da DEATH ANGEL de todo o mundo. Cavestany achou importante escrever uma música não apenas para seus fãs, que fazem parte do fã clube do mesmo nome, mas também para os amantes do Metal e a música em geral porque a banda, assim como qualquer artista, é uma entidade criativa com seu próprio lugar no mundo, mas um dos elementos mais influentes e importantes por trás disso é o amor e a admiração dos seus fãs. 

Para completar, a banda mostra algumas de suas muitas inspirações em músicas como “I Came For Blood”. Sua vibe Thrash, Punk e Rock 'N' Roll continua emanando a energia invencível do álbum. “É sobre o poder da música e como a coisa certa dá essa sensação de “eu contra o mundo ideal”, explica Osegueda e acrescenta: “Você tem que estar disposto a lutar por suas crenças mas não tomar prisioneiros quando perseguir seus sonhos!”. 

A DEATH ANGEL criou “Humanicide” não apenas para despertar o prazer, mas também para dar medo, mostrar a realidade, para acordar a mente e alimentar os ideais positivos. Em um mundo onde a dor da sociedade é muitas vezes grande demais para ficar em pé, a defesa mais potente é manter as nossas convicções, defender os fracos e abrir nossas mentes para as sensibilidades que serão a verdadeira chave para nossa sobrevivência nesta era já condenada.

“Humanicide” está disponível no Brasil, graças a parceria entre a Shinigami Records e Nuclear Blast Records.

As primeiras 30 cópias vêm acompanhadas de um cartão-postal da banda. Adquira sua cópia bit.ly/2HaD6D7

Tracklist
01. Humanicide 
02. Divine Defector 
03. Aggressor 
04. I Came For Blood 
05. Immortal Behated 
06. Alive And Screaming 
07. The Pack 
08. Ghost Of Me 
09. Revelation Song 
10. Of Rats And Men 
11. The Day I Walked Away (bonus track)

Links Relacionados
Homepage: deathangel.us
  • Comentar
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Novo álbum da DEATH ANGEL já está a venda no Brasil 9 out of 10 based on 10 ratings. 9 user reviews.
Scroll to Top