ade Sepulchral Voice Fanzine: Entrevista com a CORPSEHAMMER Entrevista com a CORPSEHAMMER - Sepulchral Voice Fanzine

News

24 de abr de 2018

Entrevista com a CORPSEHAMMER


Com sede em Dalarna, na Suécia, a CORPSEHAMMER é composto por Gaddur (bateria) Nekromonger (guitarras), Midnight Horror (vocal) e Draug (baixo), quatro forças degeneradas do Chile e da Suécia. A  CORPSEHAMMER foi formada em  2016 para glorificar e homenagear o   e primitivo metal extremo, altamente inspirada no Black Metal do final dos anos 80 e início dos anos 90, das cenas extremas da América Latina e Austrália. Batemos um papo rápido com o baterista Gaddur, sobre o lançamento do terceiro EP "Perversíon", confira: 

A banda, em 13 de abril de 2018, lançou seu terceiro EP, "Perversíon", por que a banda optou por uma trilogia de Eps e não por um álbum completo?
Desde o início, planejamos fazer esses EPs mais curtos com a Corpsehammer, e apenas lançá-los em formatos analógicos (cassete e vinil), uma forma de divulgar nosso trabalho e criar expectativas. No entanto, isso pode mudar, já que temos outros planos agora. 

Quais as expectativas para este novo lançamento. Existem shows agendados?
É ótimo saber que em breve será lançado e para que possamos colocar o capítulo da trilogia para trás e começar a trabalhar em outras coisas. Esperamos que todos aqueles que gostaram dos nossos lançamentos anteriores, também gostem deste, é um pouco diferente, talvez, mas ainda na linha da Corpsehammer. Não temos shows programados, mas planejamos tocar ao vivo algum dia.

3- A banda tem sua base na Suécia, mas optam por suas letras em espanhol. Por que o espanhol e não inglês? Como é comum na música!
Já que somos todos grandes fãs da cena de metal extremo da América do Sul, queríamos que as letras fossem em espanhol e o espanhol é a língua nativa do nosso vocalista, Midnight Horror. Traz uma sensação diferente à música e aos vocais do que a língua inglesa.

Lançado em 2018, "Perversíon", captura de fãs de metal noventista, pois mantém intacta a sonoridade típica e a sensação old school. Quais são as influências na construção do som e nas letras das músicas?
As cenas sul-americanas e australianas são grandes influências, assim como o velho Death/Black Metal e o Thrash Metal em geral. Bandas como Hellhammer assim como também são influências o Death Metal mais extremo, como a Angelcorpse. As letras são inspiradas pela fúria da perversidade do diabo e sua energia negativa, bem como daquele desejo selvagem da natureza noturna.

"Perversíon" foi lançado em formato cassete, assim como os outros, e em circulação limitada, você pretende lançar em outros formatos? E por que uma tiragem tão limitada?
Temos planos de lançar todos os EP's como uma compilação, em CD e Vinil.Nós gostamos do formato cassete e a ideia do Corpsehammer é mantê-lo obscuro e underground, pelo menos até certo ponto. Desde o começo, nós só pretendíamos lançar uma demo em um cassete, mas ficou bom e a criatividade começou a fluir.

Como estão os planos para o futuro, vêm algo novo?
Estamos trabalhando em um novo álbum no momento. Todas as músicas estão prontas, então acho iniciaremos as gravações no final deste ano. Vai ser brutal e intenso. Acompanhe o próximo capítulo de horror da Corpsehammer.
Obrigado!

Corpsehammer - Photo

Confira a faixa 'Sexo & Muerte' do EP  "Perversíon":


Links relacionados:
Facebook: fb.com/Corpsehammer
Morbid Skull Records: morbidskullrecords.com
  • Comentar
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Entrevista com a CORPSEHAMMER 9 out of 10 based on 10 ratings. 9 user reviews.
Scroll to Top